clear

A Assembléia de Mainz (1184): o fato e sua repercussão nos romances cavaleirescos germânicos

Em 1184 Frederico I Barbarossa encontrava-se no auge de seu poder. Tal fato foi materializado na assembléia realizada em Mainz no Pentecostes, com o objetivo de sagrar cavaleiros seus dois filhos mais velhos, Henrique VI e Frederico, duque da Suábia. Os contemporâneos ficaram profundamente impressionados com o tamanho e pompa da festa, um espetáculo público que, dependendo da fonte, reuniu de quarenta a setenta mil participantes. Este evento marcou profundamente sua época, já que autores tão variados quanto Gislebert de Mons (na Crônica de Hainaut) e poetas como Heinrich von Veldeke (Eneasroman) e Guiot de Provins entre outros que escreveram acerca do festival, a ponto deste ter-se tornado modelar para os grandes eventos festivos em variadas obras posteriores, como a Canção dos Nibelungos.

Citação completa

ARAUJO, Vinicius Cesar Dreger de. A Assembléia de Mainz (1184): o fato e sua repercussão nos romances cavaleirescos germânicos. In: MONGELLI, Lênia Márcia. (Org.). De Cavaleiros e Cavalarias. Por terras de Europa e Américas. 1ª ed. São Paulo: Humanitas, 2012. Págs. 627-640.